MENU

Educação

Gustavo Caboco
Projeto de Gustavo Caboco para publicação educativa Primeiros ensaios: 34ª Bienal de São Paulo – Faz escuro mas eu canto
Resgates (2019), de Zhai Sichen
Meteorito Bendegó em meio ao escoramento na entrada principal do Museu Nacional do Rio de Janeiro após o incêndio do dia 02/09/2018. Cena do documentário Resgates (2019), dirigido por Zhai Sichen
Noa Eshkol & Avraham Wachman

Cortesia [Courtesy]: The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation
Gráficos com sistema de referência e plano de movimento (1950), de Noa Eshkol & Avraham Wachman. Cortesia The Noa Eshkol Foundation for Movement Notation

Apresentação

A natureza educacional das Bienais de São Paulo é uma das características que as singularizam dentre outras exposições internacionais de arte contemporânea. O cultivo e o aprimoramento de relações com professores e estudantes das redes pública e privada de ensino, educadores, universidades e outros parceiros institucionais fazem parte de um trabalho permanente da Bienal para que diferentes públicos tenham acesso aos conteúdos e experiências proporcionados pelas exposições.

Existentes desde a 1ª edição da mostra, em 1951, iniciativas de relacionamento com públicos diversos, especialmente com professores e estudantes, se consolidaram ao longo dos anos em torno de três modos de atuação, compreendidos atualmente como: mediação, difusão e relacionamento com professores.

É a partir dessa estrutura de atuação junto aos públicos que o projeto educativo de cada edição da Bienal é elaborado, em diálogo com referências curatoriais e com as obras dos artistas. Na 34ª Bienal, as noções de ensaio e de relação, o binômio transparência-opacidade e a multiplicidade de pontos de vista sobre um mesmo objeto ou questão são os materiais de trabalho do projeto educativo.

Entre as iniciativas voltadas para professores e estudantes estão as publicações educativas, pensadas como uma primeira aproximação entre cada edição da Bienal e alguns de seus públicos potenciais. Primeiros ensaios é a publicação educativa da 34ª Bienal e está disponível para download no link à esquerda. 

Mediação

A mediação envolve a atuação de um profissional da Bienal que constrói, junto com visitantes, uma conversa a partir de obras da exposição, cultivando uma relação de troca de conhecimentos e percepções.

As visitas mediadas podem ocorrer por meio de agendamento para grupos, ou nos horários disponíveis para visitas espontâneas. Uma mediação também pode acontecer por iniciativa dos próprios visitantes, buscando pelos mediadores que estarão pelo espaço expositivo.

Será oferecido ainda um conjunto de visitas programadas, realizadas por mediadores ou outros profissionais convidados, com foco em conteúdos e pesquisas específicas.

Serviço durante a mostra coletiva (de 4 de setembro a 5 de dezembro de 2021)

Visitas agendadas, com duração de até duas horas.
Agendamento a partir de maio, por este site.
Disponíveis em português, inglês, espanhol, Libras e para visitantes com deficiência visual.

Visitas espontâneas, com duração de até uma hora.
Horários: ter – sex, 11h e 16h; sáb – dom, 10h, 11h, 12h, 15h, 16h e 17h

Visitas programadas, realizadas por mediadores ou outros profissionais convidados com foco em conteúdos e pesquisas específicas. Acompanhe a programação, a partir de outubro, na agenda.

Difusão

As ações de difusão estabelecem relações com diferentes públicos (estudantes, pesquisadores, parceiros, profissionais de diversas áreas, frequentadores do Parque Ibirapuera) por meio de uma programação regular de eventos com diferentes formatos, antes e durante as Bienais, com o objetivo de difundir a arte contemporânea e conteúdos relacionados às mostras.

Acompanhe a programação das ações de difusão aqui.

Relacionamento com professores

Visitar as Bienais de São Paulo é uma oportunidade para professores ampliarem seu repertório de referências a partir do convívio com a arte contemporânea.

Através de parcerias com secretarias de educação e escolas públicas e privadas, são desenvolvidos projetos que articulam o ensino de arte como componente curricular e os conteúdos das mostras.

Contato: educacao@bienal.org.br

Conteúdos Complementares

Neste espaço estão disponíveis alguns materiais complementares, como textos na íntegra de entrevistas, links para vídeos e outras referências mencionadas pelos autores que colaboram na publicação educativa.

Compartilhe
a- a a+