Jaider Esbell Moquém – Surarî: arte indígena contemporânea

01 Out 13 Dez 2021 Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo) Exposição individual
Jaider Esbell, <i>Maldita e desejada</i>, 2012. Cortesia do artista
Jaider Esbell, Maldita e desejada, 2012. Cortesia do artista
Sueli Maxakali, <i>Tartaruga</i>, série <i>Yãmiy/homem-espírito</i>, 2009. Cortesia de Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo)
Sueli Maxakali, Tartaruga, série Yãmiy/homem-espírito, 2009. Cortesia de Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo)
Jaider Esbell, <i>Sem título</i>, 2018. Sub-série <i>Transformação/Ressurgência</I> de Makunaima, série <i>Transmakunaimî: o buraco é mais embaixo</i>, 2017 - 2018. Cortesia de Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo)
Jaider Esbell, Sem título, 2018. Sub-série Transformação/Ressurgência de Makunaima, série Transmakunaimî: o buraco é mais embaixo, 2017 - 2018. Cortesia de Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo)

Moquém – Surarî: arte indígena contemporânea tem curadoria do artista convidado da 34ª Bienal Jaider Esbell e acontece no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM São Paulo), instituição parceira desta edição. 

Parte integrante da 34ª Bienal de São Paulo, a exposição Moquém – Surarî: arte indígena contemporânea poderá ser visitada pelo público entre agosto e dezembro de 2021. A mostra reunirá trabalhos de artistas dos povos Baniwa, Huni Kuin, Karipuna, Krenak, Marubo, Makuxi, Patamona, Pataxó, Tapirapé, Taurepang, Tikmu'un_Maxakali, Tukano, Xakriabá, Xirixana, Wapichana e Yanomami. Serão exibidos desenhos, pinturas, fotografias e esculturas que se referem às transformações visuais do pensamento cosmológico e narrativo ameríndio.

Curadoria: Jaider Esbell
Assistência de curadoria: Paula Berbert
Consultoria: Pedro Cesarino

Saiba mais sobre o artista-curador aqui.

  1. Caroline A. Jones, Eyesight Alone: Clement Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
  2. Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
Compartilhe
a- a a+