Hélio Oiticica A ronda da morte

03 Out 13 Dez 2020 Pavilhão da Bienal exposição individual
Hélio Oiticica, <i>Folhas datilografadas - Correspondência ativa</i>. Cortesia do Projeto H.O
Hélio Oiticica, Folhas datilografadas - Correspondência ativa. Cortesia do Projeto H.O

A performance A ronda da morte é uma obra jamais realizada de Hélio Oiticica. Concebida em 1979, ao retornar ao Brasil após cerca de 10 anos entre Londres e Nova York, é uma resposta poética e simbólica ao otimismo da sociedade brasileira pelo declínio da ditadura, otimismo do qual o artista não compartilhava, por entender que faltavam ainda mudanças estruturais, que trouxessem uma efetiva justiça social.

Saiba mais sobre o artista aqui.

  1. Caroline A. Jones, Eyesight Alone: Clement Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
  2. Greenberg’s Modernism and the Bureaucratization of the Senses (Chicago: University of Chicago Press, 2005).
Compartilhe
a- a a+